5 dicas para incentivar seu filho a brincar sozinho

Por mais que queremos passar a maior parte do tempo com os filhos, nem sempre é possível brincar o dia todo com as crianças. Além das tarefas do dia a dia, o pique também não acompanha, não é mesmo? Mas não se preocupe e nem se culpe! Segundo a Sociedade Brasileira de Pediatria, brincar sozinho contribui para o amadurecimento da criança. Dessa forma, os pequenos desenvolvem melhor suas habilidades socioemocionais.
Para incentivar seu filho a brincar sozinho, siga essas dicas:

  1. Brinque com a criança antes

Procure sentar um pouco com o seu filho antes de deixá-lo brincando sozinho. Deixe ele escolher uma brincadeira e elogie a ideia. Faça perguntas que incentive a criança. Isso a deixará mais confiante para continuar a se divertir sozinha.

  • Reserve um canto só para as brincadeiras

Para incentivar os filhos a brincarem sozinhos, vale preparar um espaço de atividades, com materiais e brinquedos que possam estimular a imaginação dos pequenos.

  • Dê tempo ao tempo

Vale destacar que a criança pequena, de 2 anos, por exemplo, não está pronta para ficar sozinha. Se o seu filho está nessa faixa etária, tente fazer algo rápido enquanto ele brinca, como responder um e-mail, algo que leve poucos minutos, mas sem deixar o ambiente em que a criança se encontra. Aos poucos, vá aumentando o tempo, para o pequeno se acostumar a brincar sozinho. Estimule a criança com atividades que prendam sua atenção e brinquedos apropriados para a sua idade.

  • Afaste a criança das telas

É bom que o espaço de brincadeira fique longe das telas – TV, computador, smartphones. Sabemos que, hoje em dia, a tecnologia é muito importante para o aprendizado das crianças, mas a presença de telas pode desestimular brincadeiras ativas, que incentivam a criatividade.

  • Não interfira na brincadeira

Quando seu filho começar, finalmente, a brincar sozinho não faça comentários, elogios ou o recompense por isso. Essa atitude pode desestimular o interesse dele. Brincar é uma habilidade inata nas crianças e os pais só precisam dar asas à imaginação dos pequenos.